Turistas se apressam para ir a Cuba.


As reservas para Cuba cresceram 57% em uma operadora de turismo de Nova York nas semanas seguintes ao anúncio da reaproximação do país com os EUA. Em fevereiro, elas subiram 187%. Neste mês, o número já é quase 250% maior.

O boom é um sinal da pressa que muitas pessoas têm de visitar Cuba agora, antes de, como muitos preveem, o país se encha de filiais de fast foods americanos.

A sensação de que a trégua entre os dois governos vai gerar uma invasão de turistas yankees e mudar a característica única de um dos bastiões remanescentes do comunismo é compartilhada por muitos viajantes.


Fonte: g1.globo.com