Déficit do estado deve chegar a R$ 13 bilhões


Em meio à crise financeira que prejudica a prestação de serviços em diversos setores do Rio de Janeiro, secretários do governo do Estado foram à Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) na última quarta-feira, explicar as medidas que vêm sendo tomadas para equilibrar as contas públicas. Eles reconheceram que o modelo de cortes não é o adequado e

admitiram que o problema pode se arrastar até o ano que vem.

Um levantamento feito pela Alerj mostra que nos três primeiros meses do ano, o governo deixou de pagar mais R$ 1,5 bilhão em serviços já executados. Deste valor, R$ 700 milhões são devidos a fornecedores. A previsão é que, até o fim do ano, o défict financeiro do estado chegue a R$ 13 bilhões.


Fonte: g1.globo.com